ARTIGO: “PINÓQUIO E ALICE” NA PROVÍNCIA DO “FAZ DE CONTA”…

“Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.” ( Abraham Lincoln )

Sérgio Barbosa (*) 

E mais um final de ano se aproxima em terras provincianas para muitos desencontros deste ou do outro lado de um mesmo lado, assim, pode-se escrever que muito se falou sobre tudo e todos, porém, poucas coisas ocorreram na prática…

Assim, a Província, também, fica na “boca de espera” pra ver ou saber como as coisas vão ficar daqui pra frente em todas as áreas, entre as quais, do lado do poder público municipal em meio às diversas crises envolvendo isto e mais aquilo, bem como, quem vai sair na frente da busca pelo “quinto andar” e ponto quase final…

Também, não se pode deixar de lado deste mesmo lado, as “paredes alvas”, neste momento, não tão “alvas quanto à neve”, tendo em vista os muitos ruídos entre o final do ano passado e o início deste com as trocas nada simbólicas das cadeiras aqui e ali, ainda, sem mais e sem menos…

Mas, tal qual aquele personagem famoso, o nosso “Pinóquio provinciano” pode fazer a diferença, bem como, aquela outra personagem, “Alice no País das Maravilhas”, afinal de contas, promessas são promessas, nada mais do que promessas…

Nestes ocasos, afirma o outro dito popular: “de noite, todos os gatos são pardos”, porém, ficam pendentes as “ratazanas provincianas” que circulam em todos os períodos, ou seja, “diurnoturnamente” em busca disto ou daquilo além dos bueiros provincianos…

De um jeito ou de outro, corre-se contra o tempo do tempo para que as promessas sejam cumpridas, porém, “Gepeto” continua de olho na sua criatura para que a mesma possa cumprir os acertos da campanha, mesmo assim, tudo pode ocorrer daqui pra frente…

E tem mais, pelos ruídos provincianos que chegam do legislativo, parece que o “grupo” de apoio está mais ou menos, talvez, mais pra menos neste apoio em nome desta ou daquela proposta, portanto, além da “crise” geral que existe no “País do faz de conta” na conta dos golpistas, existe duas ou mais crises com relação aos donos do poder na Província…

Outra coisa desta mesma coisa, afinal de contas, “assim caminha a humanidade” em todos os cantos, portanto, por aqui tudo é possível, até mesmo o impossível em nome da manutenção do “status quo” familiar ou do “grupo” que está cada vez mais restrito no número e ponto quase final…

Talvez, a melhor opção seja ficar no mesmo lugar pra ver como ficam tais desencontros com o poder centralizador, ou seja, aquela coisa que pensa estar acima de tudo e de todos…

Como se trata de uma “coisa do outro mundo”, pode-se necessário contratar a turma que extermina tais pragas daninhas, pois, está cada vez mais complicado combater essas coisas, todavia, alguém tem que colocar o guizo no pescoço do gato…

Entretanto, cada qual com suas opções neste cenário mais do que complicado para todos os lados do poder pelo poder com o poder, ainda, o tal “grupo de apoio” nas duas ou mais frentes, pelo jeito está dividido ou algumas cabeças se mandaram por causa disto ou daquilo…

Mesmo assim, “18 mil reais” pode fazer a diferença em qualquer bolso e neste caso, pode-se escrever e afirmar que todos os lados podem ficar “pardos” durante a luz solar…

___________________________________

(*) jornalista profissional, professor universitário, doutorando em Administração/Gestão das Organizações na UNIVERSIDAD COLUMBIA DEL PARAGUAY e consultor na Área de Gestão em Comunicação Organizacional.

 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional