Cerimônia com presença de embaixadores centro-americanos lança Programa Euroclima+ em Adamantina no dia 29 de agosto

Proposta tem como alvo uma ação técnica abrangendo 500 produtores de Agricultura Familiar dos quatro países componentes do grupo

 

Estão sendo acertados os últimos preparativos para a cerimônia de lançamento de um projeto ligado ao Programa Euroclima+ em Adamantina, marcada para o dia 29 de agosto, quinta-feira, a partir das 14 horas no Auditório Miguel Reale, no Câmpus II do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI).

O evento deve contar as presenças de representantes da União Europeia, das Embaixadas de El Salvador, Honduras e Guatemala, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e autoridades locais e regionais. O Câmpus II da UniFAI está localizado na avenida Francisco Bellusci, 1.000.

O projeto elaborado pelo consórcio liderado pela Comunidade Fronteiriça Trinacional Rio Lempa (Mancomunidad Trinacional Fronteriza Río Lempa, composto por nove municípios da Guatemala, El Salvador e Honduras) em parceria com a UniFAI, a Prefeitura de Adamantina e o Centro Universitário de Oriente da Universidad San Carlos, na Guatemala, faz parte de um programa de cooperação regional entre a União Europeia (UE) e a América Latina com foco na produção resiliente de alimentos frente à mudança climática.

https://media.giphy.com/media/Y4WXaSw7sYnAfn0A2L/giphy.gif
O valor total de investimento é de € 1,5 milhão, ou seja, cerca de R$ 6,73 milhões em valores atuais, sendo que a cota da UniFAI e da Prefeitura corresponde a € 250 mil (€ 125 mil ou R$ 560,6 mil para cada parceiro).

O Programa Euroclima+ é organizado pela UE em parceria com a GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit, Agência Alemã de Cooperação Internacional) e a Expertise France (Agência Francesa de Perícia Técnica Internacional).

 

O projeto

O projeto, voltado à produção resiliente de alimentos frente à mudança climática, atende ao chamamento da UE a países latino-americanos e tem como solicitante principal a Comunidade Fronteiriça Trinacional Rio Lempa, uma entidade de direito público (associação de municípios), composta por 25 governos locais de El Salvador, Guatemala e Honduras, localizados em uma região de fronteira conhecida como Trifínio Centro-americano, além da UniFAI, Prefeitura de Adamantina e Centro Universitário de Oriente da Universidad San Carlos, na Guatemala, como co-solicitantes.

Intitulada “Políticas Locais e mecanismos de articulação e implementação de parcerias público-privadas, para a produção resiliente de alimentos, em cadeias de valor agroalimentares no Trifínio da América Central e em Adamantina, Brasil”, a proposta apresentada e aprovada tem como alvo uma ação técnica abrangendo 500 produtores da categoria Agricultura Familiar dos quatro países componentes do grupo.

“O Euroclima vem no sentido de apontar caminhos frente à mudança climática que vem ocorrendo, principalmente levantando formas alternativas e adaptadas para a produção de alimentos, ou seja, um projeto voltado para a questão da segurança alimentar, fazendo com que o alimento chegue à mesa da população sem riscos, com boas práticas agrícolas e preservação ambiental”, explicou o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UniFAI, Prof. Dr. José Aparecido dos Santos.

 

Histórico

Em abril de 2017 Adamantina recebeu a visita de uma delegação de autoridades municipais de três países da América Central que conheceu a experiência do vínculo entre uma Instituição pública municipal de Ensino Superior (na estrutura do Ensino, Pesquisa e Extensão) com a Prefeitura no desenvolvimento de políticas municipais de segurança alimentar e apoio à produção agrícola do município (agricultura familiar), oportunidade em que foi firmado o protocolo de intenções de cooperação técnica.

Depois dessa visita, a delegação centro-americana e representantes da UniFAI e da Prefeitura de Adamantina mantiveram contato e se uniram em um consórcio para atender ao chamamento do Euroclima no desenvolvimento de um projeto em conjunto. “Temos aqui a capacidade técnica, de recursos humanos, profissionais disponíveis e toda uma estrutura possível para atuar nesse chamamento”, justificou o pró-reitor.

Na América Latina, 54 propostas de 18 países foram apresentadas ao Euroclima e somente 15 foram pré-selecionadas, dentre elas a elaborada em parceria com a UniFAI.

“Esse projeto vem a somar com outro autorizado pela Energisa, sobre a compostagem, que vai trazer benefícios enormes para o município, para o meio ambiente e para toda a população, agregando a parceria entre a UniFAI e a Prefeitura. Esse projeto do Euroclima é um trabalho em conjunto com outros países que, além disso, representa uma troca de experiências muito legal”, avaliou o prefeito de Adamantina, Márcio Cardim (DEM).

“Trata-se de um projeto que é um divisor de águas para a UniFAI, pois é o passo rumo ao processo de internacionalização da nossa Instituição. Estamos extrapolando a nossa fronteira regional e nacional, trabalhando em conjunto com outros povos da América Latina, outra universidade [Universidad San Carlos, na Guatemala] e cooperação da União Europeia. A internacionalização é um requisito para a transformação do Centro Universitário em Universidade”, completou o reitor da UniFAI, Prof. Dr. Paulo Sergio da Silva.

 

Por Daniel Torres

https://folharegionaladamantina.com.br/anuncios/www/images/ff2185fcd31083c08e1ff96062ca2187.jpg

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional