Connect with us

Geral

Com Lula e Haddad, Brasil voltou ao rumo do crescimento econômico

Publicado

em

Por Alexandre Padilha

Desde o início deste ano, um time com um técnico e um capitão experientes assumiu as rédeas da economia e, o país comemora os avanços da política do presidente Lula e do ministro Fernando Haddad. Os resultados são incontestáveis: depois de seis anos de estagnação e empobrecimento do nosso povo, fecharemos 2023 com crescimento acima de 3%, inflação sob controle e desemprego abaixo de 8%. Também voltamos a participar ativamente do fluxo mundial de comércio, tanto que fomos o segundo maior destino de investimento direto estrangeiro no primeiro semestre deste ano, segundo a OCDE.

Esses ganhos são possíveis porque o time do presidente Lula, tanto na política quanto na economia, joga em perfeita sintonia – como prova termos desmentido a especulação de que o governo mudaria a meta fiscal para 2024. Mais uma vez, quem apostou contra a coesão e a coerência entre Lula e Haddad, perdeu dinheiro.

Nossa decisão é cumprir exatamente o que prevê o marco fiscal, apresentado pelo governo e aprovado pelo Congresso em 2023. Com ele, ao mesmo tempo em que se assegura a saúde das contas públicas, temos garantidos diversos mecanismos anticíclicos que preveem aumento dos investimentos federais entre 0,6% e 2,5% do PIB para o ano que vem.

É por esse rumo que vamos zerar o rombo que herdamos de Bolsonaro e Paulo Guedes, de R$657 bilhões em 2022, retomando o controle da dívida, mas sem jamais descuidar do povo.

Neste momento, o nosso foco está concentrado nas medidas que melhoram a arrecadação e fazem justiça tributária e no esforço de combater qualquer pauta que desorganize o orçamento público do país.

Esta sempre foi a política econômica dos governos do presidente Lula: colocar o povo no orçamento e fortalecer os investimentos no país.

O processo de verdadeira reabilitação institucional que estamos conduzindo contribuiu enormemente para isso. Após quatro anos de obscurantismo, desrespeito constitucional, desassistência e omissão social, o atual mandatário do Palácio do Planalto mostrou que tem compromisso com a democracia, com a garantia de direitos de toda a população, e com responsabilidade fiscal e social.

A relação respeitosa entre o governo federal e o Congresso Nacional, e, também, com todos os entes federados, prefeitos e governadores, independentemente do partido político, foi reestabelecida.

Essa retomada da parceria institucional deu todas as condições para que fossemos vitoriosos na aplicação de medidas para sanar as necessidades mais urgentes do país. Fizemos uma verdadeira reabilitação institucional, baseada no diálogo e respeito, e, até agora, conseguimos aprovar todos os projetos para reestruturar a economia do país.

Aprovamos a primeira etapa da Reforma Tributária, uma necessidade que o país aguardava há décadas. Aprovamos o voto de qualidade do Conselho de Administração de Recursos Fiscais (CARF), que muita gente dizia que era impossível ser aprovado, o novo marco fiscal, reorganizamos o orçamento público para garantir o Bolsa Família, o reajuste das bolsas de pesquisa para os pesquisadores, a nova política do salário mínimo e outas tantas medidas que contribuíram para a retomada dos programais sociais.

Os juros, finalmente, começaram a cair. Mobilizamos empresários, trabalhadores, bancos públicos para fazermos a economia girar e voltarmos a ter mais e melhores empregos. E nesta reta final do ano, vamos aprovar o restante das medidas centrais para arrecadação e consolidação do reequilíbrio macroeconômico do país.

Até o final do ano, nosso máximo esforço é a prioridade de votação das medidas da agenda econômica apresentadas pelo ministro Haddad, que consolidam o esforço de equilíbrio macroeconômico, para uma trajetória decrescente da taxa de juros.

*Alexandre Padilha é médico, professor universitário, Ministro das Relações Institucionais da Presidência da República e deputado federal licenciado (PT/SP). Foi Ministro da Coordenação Política no primeiro governo Lula, da Saúde no governo Dilma e Secretário da Saúde na gestão Fernando Haddad na cidade de SP.

Publicidade

Geral

Em tempo de PRÉ com PRÉ, o meu VOTO será “em BRANCO” para o EXECUTIVO PROVINCIANO…

Published

on

“Por um voto em branco, você está dizendo que você tem uma consciência política, mas você não concorda com qualquer um dos partidos existentes.” (Jose Saramago)

 

By seb@r.

Em tempo de PRÉ para todos os lados, porém, no caso em especial dos nomes ao EXECUTIVO PROVINCIANO, pode-se registrar que são todos FARINHAS DO MESMO SACO e assim por diante…

Nada contra este ou aquele PRÉ, porém, o que interessa neste JOGO MAIS DO QUE VICIADO são os denominados GRUPOS DE APOIO, ou seja, PARTIDOS POLÍTICOS ou POLIQUEIROS e nada mais do que era nada menos…

Porém, como sempre, nestes OCASOS de um TALVEZ, prefiro DECLARAR O MEU VOTO neste texto, ou seja, INDEPENDENTE (sic) deste ou daquele PRÉ, o meu VOTO será em BRANCO, talvez NULO, ainda, pretendo TRABALHAR E ESCREVER em nome desta ESCOLHA mais do que consciente quanto aos PRÉ que sobreviverem até OUTUBRO…

Melhor PREVENIR DO QUE REMEDIAR com essa TURMA DE ALOPRADOS, ainda mais que são todos da turma do GENOCIDA e sua cambada de ALOPRADOS/AS nesta PROVÍNCIA DO FAZ DE CONTA…

Mas, quem sabe os NOVOS/AS LEGISLADORES/AS possam fazer a diferença depois de ELEITOS/AS, se bem que fica sempre aquele outro dito popular, a saber: SE VOCÊ PENSA QUE TÁ RUIM, PODE PIORAR…

Entretanto, cada qual com suas ESCOLHAS quanto a este ou aquele PRÉ neste momento, todavia, vale a pena mais um DITO pelo NÃO DITO, ou seja, É MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR…

Nas ENTREVISTAS (sic) realizadas pela MÍDIA PROVINCIANA com os tais PRÉ, pra variar, prevalece quase sempre as mesmas PERGUNTAS com as mesmas RESPOSTAS dos DITOS CUJOS, assim, o SENSO COMUM continua mais atual do que nunca para todos de um jeito ou de outro…

O que se pode esperar daqui pra frente destes PRÉ-CANDIDATOS está em cima de uma MESA PROVINCIANA, talvez, ou melhor, com certeza, ainda, tudo pode ocorrer neste MEIO DO CAMINHO, se possível, com MUITAS PEDRAS ou ABRAÇOS, neste caso, pode ser aquele do tal AMIGO DA ONÇA…

O TEMPO, como afirmou o POETA, pode determinar qual será o MELHOR CAMINHO (sic), haja vista que não se pode deixar de lado as ETERNAS TROCAS NADA SIMBÓLICAS…

Também, não se pode esquecer que são todos do mesmo lado, ou seja, da denominada e idolatrada EXTREMA DIREITA travestida de MENTES MEDÍOCRES em nome deste ou daquele GRUPO PROVINCIANO…

Nestes OCASOS, reforço que VOCÊS continuam sendo os/as PATRIOTÁRIOS/AS de sempre, talvez, esperando uma oportunidade para retornarem aos DESFILES com a turma da DIREITA VOLVER…

Pra reforçar, PERDERAM MANÉS!

QUEM SOBREVIVER VAI SABER…

____________________________

e-mail: [email protected]

 

    

Continue lendo

Geral

Colisão entre caminhão e caminhonete deixa 2 pessoas feridas em Piracicaba

Published

on

Um acidente entre uma caminhonete e um caminhão que estava vazio na estrada da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), conhecida como Estrada da Ceasa, em Piracicaba (SP), na tarde desta segunda-feira (20) deixou duas pessoas levemente feridas.

Com o impacto da colisão, uma das rodas da caminhonete saiu. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, as duas vítimas eram um passageiro do caminhão e um ocupante da caminhonete, que foram encaminhadas pelo Corpo de Bombeiros para hospitais de Piracicaba.

Não houve reflexos no trânsito. O caminhão vinha de Laranjal Paulista (SP) e seguia para Sumaré (SP). A perícia foi acionada para apurar as causas do acidente.

Continue lendo

Geral

Carreta com carga de aerossol pega fogo e bloqueia Ayrton Senna

Published

on

Uma carreta que carregava carga de aerossol sofreu um acidente, na rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos. O caso ocorreu na noite de segunda-feira (20) e o veículo ainda estava no local na manhã desta terça-feira (21), após ser totalmente consumido pelo fogo.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O motorista do veículo conseguiu escapar a tempo, ao perceber as chamas e as explosões iniciais da carga. O condutor deixou a carreta no canto, desceu pela pista e conseguiu correr. Parte da rodovia foi bloqueada, no sentido interior do estado.

As chamas se espalharam rapidamente, com várias explosões, já que a carga é totalmente inflamável e o aerossol é comprimido, causando as explosões. Equipes do Corpo de Bombeiros tiveram trabalho para conter as chamas. A polícia investiga as causas do acidente. Segundo informações preliminares, um pneu da carreta estourou, o motorista perdeu o controle e bateu na mureta de proteção.

Segundo a Artesp, equipe da conservação finalizou a limpeza na rodovia às 7h30min, e a faixa 3 foi liberada. Guinchos pesados retornaram ao local do acidente para tentativa de retirada da carreta com apoio da retroescavadeira.

* Com informações de SBT

 

Continue lendo

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!