Connect with us

Cidades

Adamantina conquista dois prêmios no Prêmio Band Cidades Excelentes

Publicado

em

Adamantina recebeu na noite de ontem (12), dois prêmios no Prêmio Band Cidades Excelentes. O município foi contemplado na área da sustentabilidade e, ainda, o de índice de gestão municipal. A cidade ficou entre as três melhores, que tem entre 30 e 100 mil.

Na área da sustentabilidade foi avaliado as práticas e políticas que envolvam eficiência energética, mobilidade sustentável, gestão de resíduos, a preservação de espaços verdes e educação ambiental. Além de Adamantina, foram premiadas as cidades de Boituva e Registro.

“Obrigado a todos os secretários que fazem jus a esse prêmio e também aos funcionários que tem se dedicado e trabalhado para proporcionar melhor qualidade de vida a nossa população”, afirma o prefeito Márcio Cardim.

De acordo com o site, o Prêmio Band Cidades Excelentes foi desenvolvido como forma de incentivar que os municípios brasileiros tenham sua realidade melhorada. A premiação é realizada pelo Grupo Bandeirantes com o Instituto Aquila.

A iniciativa visa reconhecer as iniciativas locais que são pioneiras na gestão pública municipal, incentivar que projetos que são destinados a melhoria na esfera pública sejam implementados, compartilhar referências e soluções de gestão para servir de inspiração para outros municípios e, ainda, valorizar os servidores públicos que atuam de forma proativa beneficiando a população.

De acordo com o site do prêmio, todos os 5.570 municípios do Brasil são inscritos levando em consideração o número de habitantes de cada cidade. A avaliação dos municípios é feita com base em uma ferramenta chamada IGMA que foi desenvolvida pelo Instituto Aquila.

 

 

 

Publicidade

Cidades

Relatos de demora na realização de exames de imagem viram tema de questionamento na Câmara

Published

on

Por consequência de relatos de pacientes, foi apresentado na última sessão ordinária da Câmara Municipal o Requerimento nº 039/2024, que questiona o tempo para a realização de exames na rede municipal de saúde.

No documento, o vereador Antônio Leôncio “Bigode da Capoeira” cobra os motivos pelo quais tem havido atraso em exames de imagem, principalmente de ultrassom.

“Segundo os pacientes, a realização tem demorado muito, chegando às vezes há mais de três anos de espera”, revela o legislador após ouvir usuários do sistema municipal de saúde.

Com a aprovação unânime do plenário, o Requerimento foi encaminhado à Prefeitura de Adamantina e à Secretaria de Saúde para resposta.

 

 

 

Continue lendo

Cidades

Solicitada criação de Conselho Municipal de Moradias Populares em Adamantina

Published

on

Durante sessão ordinária foi apresentada no plenário da Câmara Municipal a Indicação nº 096/24 com o objetivo de pleitear que a Prefeitura de Adamantina crie o Conselho Municipal de Moradia Popular, com atribuições consultivas, fiscalizadoras e deliberativas para propor as diretrizes de formulação e implementação da política e do plano municipal de habitação de interesse social, além de acompanhar e avaliar a execução das obras.

A proposta é assinada pelos vereadores Hélio Santos (PP), Ricardo Cangirão (PSD) e Noriko Saito (PSD).

“Urge a instalação de um conselho municipal com essa finalidade em nossa cidade, objetivando possibilitar uma maior participação de instituições, entidades, órgãos, clubes de serviços, sobretudo da sociedade civil organizada, assegurando, portanto, dessa forma, espaço a todos os segmentos nas tratativas que visem a edificação de novos programas habitacionais populares em Adamantina”, justificam os autores.

A Indicação passou pelo plenário e em seguida a Presidência do Poder Legislativo enviou ao Executivo para análise e possível atendimento.

 

 

 

Continue lendo

Cidades

Com sede deteriorada, Município e Estado precisam chegar a acordo sobre novo local para IREL

Published

on

Adamantina foi escolhida anos atrás como sede regional da Inspetoria de Esportes e Lazer vinculada à Secretaria de Esportes e Lazer do Estado de São Paulo. Então, na época, disponibilizou a antiga casa que abrigava a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Adamantina para instalar o órgão. Porém, o imóvel – localizado na Rua Fioravante Spósito – foi invadido pela enchente que atingiu aquela região da cidade no mês de novembro do ano passado e ficou bastante deteriorado.

O impasse existente entre Município e Estado foi revelado na manhã desta terça-feira (16), quando as reportagens do Portal Adamantina Net e da Rádio Brasil FM foram chamadas no local – em situação totalmente precária –, onde ocorria uma reunião organizada pela Inspetoria Regional com a participação de professores de educação física representantes de escolas da microrregião de Adamantina.

CONTINUA APÓS AS FOTOS 

 

Ao chegar, os repórteres foram levados para verem as condições em que se encontra o imóvel. Além do mato nas partes interna e externa, existem vidros e portas quebrados, móveis estragados e, inclusive, dá para ver as marcas nas paredes da altura que subiu a água durante o alagamento.

O encontro tinha como finalidade a realização do Congresso Técnico dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo 2024 – Etapa I, na modalidade de Atletismo, categoria Mirim e Infantil. E, segundo o inspetor regional Neideval Veri, o local é disponibilizado pelo Município, no entanto, não oferece mais condições de ocupação, por isso há a necessidade de mudança pata outro espaço.

Ainda no final da manhã de hoje, o Adamantina Net buscou explicações com o secretário municipal de esportes Ronaldo Pereira Dutra ‘Tuiuiú’, que descartou qualquer ligação da SELAR com a reunião, tendo em vista que trata-se de um evento (Jogos Escolares) promovido diretamente pelo Estado. Também afirmou que sequer sabia do encontro nesta data e no local em que foi marcado, já que foi convocado pela IREL.

“Quando o Estado cortou os aluguéis de imóveis nos municípios, a Prefeitura de Adamantina então cedeu de forma amigável aquele imóvel, que está ligado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, para instalar a Inspetoria Regional, com a responsabilidade de manutenção toda do Estado. Então, quando aconteceu aquela fatalidade das enchentes, quem deveria ter tomado as providências não era mais o Município”, disse.

E completou: “Depois do alagamento, o Município chegou a apresentar outras duas opções para abrigar a IREL, porém, não teriam sido aceitas”.

Caso Municipio e Estado não cheguem a um acordo com relação a um novo espaço, Adamantina pode abrir não de ser a regional da Inspetoria de Esportes.

Continue lendo

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!