Connect with us

Geral

ARTIGO: “O TEMPO SE CHAMA HOJE” NESTA PROVÍNCIA DO FAZ DE CONTA…

Publicado

em

“Hasta la victoria siempre” (Ernesto ‘Che’ Guevara)

 

By seb@r.

 

Neste novo tempo novo, se faz necessário estar sempre com a reflexão afiada para não sofrer nenhuma surpresa no caminho, por isto e mais aquilo, este articulista esteve sempre com o reflexo em nível elevado para não ser envolvido nas questões do cotidiano do poder pelo poder e nada mais em terras provincianas…

Diz o dito popular que “a melhor defesa é o ataque”, assim, estar é diferente de ser em tempo de globalização, entretanto, mais do que nunca estar alerta é fundamental para dar a resposta no ato, sem pensar duas vezes sobre o confronto neste caso ou quem sabe, depois daquele caso sem mais e sem menos em meio aos desencontros dos/as politiqueiros/as de plantão…

Quisera estar de bem com o mundo e o desmundo de um mesmo tempo, porém, as cobranças acabam nos pegando de surpresa neste meio sem início e muito menos com fim para o outro lado de um mesmo lado…

Está cada vez mais complicado manter o nível da discussão desta pauta PROVINCIANAS, mesmo com a nova estrela que chegou num horizonte qualquer, por isto e sem aquilo, talvez o dever não foi cumprido pelo discípulo e o mestre ficou como sempre, “a ver navios” neste mar de lama…

A banda “Planet Hemp” tem um disco/cd com o seguinte título: “Os cães ladram, mas a caravana passa”, assim, o poder continua na pisa celestial para um compromisso a mais neste contexto GLOCAL, ou seja, do GLOBAL para o LOCAL nesta PROVÍNCIA DO FAZ DE CONTA…

As vozes do além continuam agitando as vielas de um bairro qualquer, mas, antes de tudo ou quem sabe, depois de tudo e mais alguma coisa, pode-se pensar em voltar aos velhos discursos do passado, ou seja, dos velhos e maus tempos da de um passado recente, invocando para isto e mais aquilo, os mesmos discursos de sempre…

O tempo, diz o dito popular, “é o melhor remédio” em muitos ocasos de um talvez, mesmo assim, para ser neste cenário PROVINCIANO, faz-se necessário ter e assumir um compromisso COMUNITÁRIO, todavia, fica uma outra dica aqui, a saber: TODO CUIDADO É POUCO…

Não se pode mais ficar dos dois lados ou até mesmo, em cima do muro, ainda, embaixo do muro, ainda, atrás do muro ou do lado do muro, portando, deve-se “dar a cara pra bater” como a melhor opção e ponto quase final…

QUEM SOBREVIVER VAI SABER, também, a frase continua a mesma de sempre, a saber: O TEMPO QUE SE CHAMA HOJE…

 

 

_________________________________

e-mail: [email protected]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________________

(*) Jornalista profissional diplomado e professor universitário.

Publicidade

Geral

ARTIGO: Marcha dos Prefeitos: Entes federados em marcha pelos municípios

Published

on

Por Alexandre Padilha

Brasília recebeu na última semana a ‘XXV Marcha em Defesa dos Municípios’, evento que acontece anualmente e que é tradicionalmente conhecido como ‘Marcha dos Prefeitos’. Organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) este importante encontro conta com a presença de prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais e vereadores de todo o Brasil e também com a participação de representantes do governo federal.

Com a finalidade de debater os desafios, perspectivas, soluções e realidades dos municípios brasileiros, a Marcha é um espaço fundamental de diálogo entre os entes e também onde as políticas municipalistas são discutidas, formuladas e ampliadas.

Presente na abertura, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou um importante pleito de prefeitos e prefeitas: a manutenção de 8% da alíquota previdenciária dos municípios durante o ano de 2024 e a construção compartilhada com as entidades municipalistas da proposta de reoneração gradual para os próximos anos.

Este importante acordo firmado entre o Governo Federal, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) se soma a um pacote de medidas para recuperar as finanças municipais e proporcionar a saúde das contas públicas das prefeituras.

No diálogo com o Congresso Nacional também conseguimos aprovar a compensação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para desafogar a queda na arrecadação das prefeituras promovidas por leis promulgadas pelo governo anterior e que retiraram mais de R$ 100 bilhões dos estados e municípios. Essa compensação garantiu que nenhum município recebesse menos recursos do FPM em 2023 do que no ano anterior, promessa do presidente Lula.

Com isso, no final de 2023, esse Fundo recebeu repasse de R$ 10,87 bilhões e, neste ano, a arrecadação continua crescendo, já foram repassados R$ 7 bilhões a mais que no mesmo período do ano passado.

Ainda dentro do projeto de lei sobre a desoneração, iremos inserir a questão da dívida previdenciária das prefeituras. O governo quer avançar na mudança do tempo de parcelamento da dívida previdenciária, tirar a Selic do indexador, estabelecer um teto máximo de comprometimento da Receita Corrente Líquida (RCL), aumentar o prazo dos municípios para não comprometer ainda mais a sua receita.

Com relação aos precatórios, o governo federal propõe concordar com uma emenda que garante o comprometimento máximo da RCL, que varia de 1% a 4% dependendo do estoque da dívida.

Há ainda a proposta de desburocratização de repasse nos recursos dos convênios com a simplificação das regras de transferências voluntárias o que significa 80% dos convênios em execução, até R$ 1,5 milhão, o que representa R$ 15,6 bilhões repassados pela União.

A Marcha dos Prefeitos é o encontro da federação brasileira e nós precisamos, mais do que nunca, da parceria do governo federal, municípios e estados para enfrentar os desafios que temos pela frente.

*Alexandre Padilha é médico, professor universitário, ministro das Relações Institucionais da Presidência da República e deputado federal licenciado (PT/SP). Foi Ministro da Coordenação Política no primeiro governo Lula, da Saúde no governo Dilma e Secretário da Saúde na gestão Fernando Haddad na cidade de SP.

Continue lendo

Geral

Caminhoneiro morre ao bater na traseira de carreta carregada com pedras em Fernandópolis

Published

on

Um homem, de 44 anos, morreu ao bater o caminhão semi-reboque que dirigia contra a traseira de uma carreta carregada com pedras em Fernandópolis (SP). O acidente ocorreu na manhã desta quinta-feira (23).

Segundo a Polícia Rodoviária, Luciamar Garcia Lourenção, morador de Tanabi (SP), ficou preso nas ferragens e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Fernandópolis.

Devido ao acidente, uma das faixas da pista ficou interditada, mas o trânsito já foi liberado. A causas da batida serão investigadas.

Continue lendo

Geral

Jovem morre após bater contra carreta e caminhonete em rodovia do interior de SP; carro ficou destruído

Published

on

Um jovem, de apenas 25 anos, morreu, após o carro que ele dirigia ter se envolvido em um acidente com uma carreta e uma caminhonete, na rodovia Miguel Jubran (SP-333), em Tarumã (SP), nesta quarta-feira (22).

De acordo com a Polícia Rodoviária, o carro em que a vítima estava, identificada como Carlos Eduardo Nascimento dos Santos, de 25 anos, bateu de frente contra uma carreta, na altura do km 419 da via.

Em seguida, o carro ainda colidiu contra uma caminhonete que trafegava logo atrás da carreta. O veículo da vítima ficou completamente destruído e a morte foi confirmada ainda no local do acidente. Não houve outros feridos no acidente.

O corpo de Carlos Eduardo Nascimento dos Santos foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Assis (SP) para exame necroscópico antes de ser liberado à família para o velório e sepultamento.

O tráfego já foi liberado no trecho. As causas do acidente serão investigadas.

Continue lendo

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!