Connect with us

Geral

ARTIGO: Mensagem de despedida

Publicado

em

‘’Não quero flores no meu enterro, pois sei que irão arrancá-las da floresta. Quero apenas que o meu assassinato sirva para acabar com a impunidade dos jagunços que vivem sob a proteção da Polícia Federal do Acre que, de 1975 para cá, já mataram mais de 50 pessoas como eu, líderes seringueiros empenhados em defender a floresta amazônica e fazer dela um exemplo de que é possível progredir sem destruir. Adeus, foi um prazer estar com vocês. Vou para Xapuri ao encontro da morte, pois dela não conseguirei me livrar, tenho certeza. Não sou fatalista, apenas realista. Já denunciei quem quer me matar e nenhuma providência foi ou será tomada. O delegado da PF do Acre, Mauro Spósito, me persegue e não é de hoje. Não tenho nenhuma dúvida de que os pistoleiros levarão a melhor por um motivo: cassaram o meu porte de arma, sob a alegação de que tenho contatos com uma entidade alienígena e comunizante. É a Fundação Ford, dos Estados Unidos. Veja só.’’

O autor dessa mensagem, proferida no dia 05 de dezembro de 1988, num evento em Piracicaba-SP, sabia muito bem o que estava dizendo. Assim, na noite do dia 22 daquele mesmo mês, é covardemente assassinado. A morte desse brasileiro que deu a vida em defesa da floresta amazônica repercutiu em todo o planeta.

E pensar que tudo começou quando ele, aos doze anos de idade, conheceu o ex-guerrilheiro Euclides Fernandes Távora (primo de Juarez Távora), que havia fugido da colônia penal de Fernando de Noronha e estava escondido na selva amazônica. E que depois, durante anos, nos finais de semana, caminhava três horas na mata para chegar até o barraco de Távora onde aprenderia a história da luta de classes com referências a Lênin e Marx. Isso, até que as aulas foram interrompidas por uma tragédia que atingiu a sua família. A mãe, dona Irecê, morreu em consequência de uma hemorragia pós-parto aos 42 anos.

Entretanto, o aprendizado político não demorou para ser retomado. O ex-guerrilheiro conseguira um rádio, e, em plena floresta amazônica, o jovem discípulo começou a ouvir os noticiários em português da Central de Moscou, BBC de Londres e Voz da América. Comparando vários acontecimentos do mundo, Távora infundiu nele a consciência da geopolítica e o lugar do Brasil no jogo de tração entre comunismo e capitalismo.

Quando Távora sumiu do seringal para nunca mais ser achado, deixou um líder quase pronto. Era o ano de 1966, e o curso, que durara oito anos e que custara ao aluno caminhadas de seis horas aos sábados e domingos havia acabado. Nos anos que se seguiram, ele começou a conscientizar os seringueiros sobre seus direitos. E foi assim que teve início, embora isoladamente, uma ação no sentido de se conseguir a autonomia daqueles trabalhadores e, junto, nasceram os primeiros conflitos com os seringalistas (donos dos seringais).

Em 1975, ele ingressa no movimento sindical, sempre defendendo a natureza e os povos da floresta, trabalho este que lhe rendeu vários prêmios internacionais, inclusive da ONU. Infelizmente, em 22 de dezembro de 1988, um tiro de espingarda calibre 20 disparado pelo filho de um fazendeiro tirou a vida daquele que é considerado o maior ambientalista brasileiro de todos os tempos. Viva, Chico Mendes! Chico Mendes vive!

Obs. 1: Esse texto contém trechos resumidos do livro ‘’Chico Mendes por ele mesmo’’. Obs. 2: Na próxima sexta-feira, serão 25 anos sem Chico Mendes. Poucos brasileiros conhecem a sua luta, mas todos sofrem com as mudanças climáticas, principalmente com as fortes ondas de calor causadas pelo desmatamento desenfreado das nossas florestas. Obs. 3: Quem continua agredindo o meio ambiente são os mesmos que disseram que Chico Mendes mantinha contatos com uma entidade alienígena e comunizante. Obs. 4: Nos recentes protestos da extrema direita na frente dos quartéis, uma das palavras mais usadas pelos oradores foi exatamente a palavra comunismo. Em algumas cidades, extremistas fanáticos tentaram contato com alienígenas. Qualquer semelhança com o passado, não é mera coincidência. Enfim, muita gente ainda acredita que a terra é plana.    

 

Publicidade

Geral

ARTIGO: Além das IRONIAS nesta Província, ainda, que continua mais interessante do nunca…

Published

on

“O silêncio das cidades do interior só faz bem quando a mente também está silenciosa!” (Li Azevedo)

 

By seb@r.

Pode-se escrever que faz alguns meses que o “executivo provinciano” está patinando quase sempre no mesmo lugar, ainda, as muitas promessas da Campanha continuam na “boca de espera” do “cumpra-se”…

Tais desencontros estão relacionados com os mais diversos problemas aqui e ali, sendo que a situação continua “devagar quase parando” em todas as áreas e a comunidade provinciana continua na espera das tais promessas…

Também, além do mais ou de menos, talvez de menos em muitos casos relacionados com o “poder público”, tem a ver com os nomes que fazem parte da equipe ou sistema centralizador do “Executor”…

Nestes anos, os preparativos para as campanhas eleitorais para vários cargos, entre os quais, deputados estaduais e federais, de um jeito ou de outro podem sinalizar o que vai ocorrer daqui pra frente em terras provincianas…

As últimas lambanças patrocinadas pelo executivo aqui ou ali, como sempre, buscando outros interesses além do cenário provinciano, estão deixando a desejar para todos os lados de um mesmo lado…

Existem muitas diferenças entre a composição da própria equipe que o executor montou para isto ou mais aquilo, ainda, as preocupações com os fatos que estão ocorrendo do outro lado, ou seja, das “paredes alvas” podem fazer a diferença neste tempo novo tempo…

Neste cenário mais do que interessante, talvez seja possível montar algumas duplas para muitas cantorias em nome de um mesmo lado, a saber: Pinóquio Provinciano e Magnífico Provinciano; Rasputin Provinciano e Collorzinho Provinciano; Alice Provinciana e Barbie Provinciana; Extremista e Radical provincianos, além de outros/as que estão vagando deste e do outro lado de um mesmo lado…

Entendo que o cenário provinciano continua proporcionando muitas possibilidades nesta área que está alem das qualidades musicais (sic) destas duplas em meio aos desencontros patrocinados pelos interesses comuns aos mesmos…

O contexto atual para todos os lados da Província continua mais nebuloso do que nunca, tendo em vista que o poder continua buscando mais poder para se manter no poder…

Ainda, existe a tal “oposição declarada” neste cenário quase que apocalíptico e tudo indica que vai continuar assim daqui pra frente, entretanto, “todo cuidado é pouco” quanto a hegemonia deste grupo provinciano que tomou conta do da área provinciana…

Espera-se que “mídia local” possa continuar focando tais desencontros em meio aos interesses do poder público quanto ao poder institucional para estar de “prontidão” contra tais desmandos em nome deste ou do outro grupo, sendo que na realidade trata-se de um mesmo grupo provinciano…

QUEM SOBREVIVER VAI SABER…

_________________________________

e-mail: [email protected]

 

 

Continue lendo

Geral

Ônibus invade posto de combustíveis, bate em caminhão estacionado e deixa 25 pessoas feridas em Limeira

Published

on

Um ônibus invadiu um posto de combustível na Rodovia Anhanguera (SP-330) e deixou 25 passageiros feridos na manhã deste domingo (14) em Limeira (SP). Segundo a prefeitura, entre as vítimas, quatro tiveram ferimentos graves e nenhuma delas corre risco de morte.

Segundo a Polícia Militar, o veículo que invadiu o posto de combustíveis é irregular. O acidente ocorreu por volta das 7h40, na altura do km 146, sentido interior. As primeiras informações são de que o veículo teria perdido o freio, invadido o posto e batido em um caminhão estacionado.

O número de feridos no acidente que, inicialmente, era de 14 pessoas, foi atualizado para 25 pela Polícia Militar Rodoviária, posteriormente.

O Corpo de Bombeiros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o resgate da AutoBAn, concessionária responsável pela via, foram acionados para ajudar a retirar as vítimas das ferragens.

As vítimas foram levadas para três unidades de saúde de Limeira, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Abílio Pedro, para a Santa Casa e Hospital Humanitária, com ferimentos que vão desde escoriações leves a fraturas, segundo a administração municipal.

Continue lendo

Geral

Trabalhador morre atropelado por caminhão desgovernado em obra de rodovia em Rifaina, SP

Published

on

Um homem morreu e outro ficou ferido em um acidente envolvendo um caminhão na tarde desta segunda-feira (15) na Rodovia Candido Portinari (SP-334) em Rifaina (SP).

O motorista Paulo Henrique Alves Filho, de 42 anos, seguia em um caminhão carregado com óleo diesel, quando perdeu o controle da direção ao passar pelo trecho conhecido como serra de Rifaina, na altura do km 462.

A prefeitura informou que o condutor percebeu que havia trabalhadores fazendo reparos na pista e jogou o veículo na direção de um barranco, mas o caminhão acabou atropelando Nilton César Mesadri, de 50 anos, que trabalhava na obra. Ele morreu na hora.

O caminhão ainda tombou, e o motorista ficou preso nas ferragens. Equipes do Corpo de Bombeiros de Franca (SP) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e fizeram o resgate do condutor. Ele foi levado à Santa Casa de Pedregulho (SP).

“Segundo informações, ele estava descendo quando percebeu que o caminhão começou a apresentar falhas no sistema de freio. Ele começou a acionar o sistema sonoro com a buzina, mas, infelizmente, ele não conseguiu evitar [o atropelamento]”, diz o sargento do Corpo de Bombeiros Diógenes Aparecido Machado.

Ainda de acordo com a prefeitura, houve vazamento de óleo diesel e foi feita uma contenção no trecho para evitar que o combustível atingisse um córrego. Equipes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), da Polícia Militar Rodoviária e da Polícia Civil foram acionadas.

Por causa do socorro, o trânsito precisou ser parcialmente interditado.

As causas do acidente devem ser apontadas pela investigação da polícia.

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) lamentou a morte de Mesadri, que era colaborador de uma empresa contratada para serviços de conservação.

Segundo o DER, a vítima estava na área demarcada pelos cones, em trecho devidamente sinalizado onde estava sendo realizada a substituição do pavimento.

O departamento informou ainda que está em contato com a empresa contratada para que seja prestado o apoio necessário aos familiares da vítima.

Continue lendo

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!