Com três perfurações de tiro, corpo de adamantinense é encontrado em canavial

A Polícia Civil encontrou o corpo de Vanessa Nery Maciel, residente em Adamantina e que estava desaparecida desde ontem (26) quando teria saído de sua casa para ir até uma farmácia e não retornou.

Foram horas de angustia sofridas pela família de Vanessa que procurou a Polícia Civil para o registro da ocorrência e desde então, o delegado responsável pela DIG – (Delegacia de Investigações Gerais) de Adamantina, Dr. Rodrigo Pigozzi Alabarse e sua equipe trabalharam na tentativa de elucidar o caso, encontrar Vanessa e por fim à espera dos familiares, o que infelizmente só ocorreu após o encontro do corpo e o triste desfecho.

O corpo de Vanessa foi localizado por volta das 22h20 desta segunda-feira (27), ele estava a cerca de 30 metros do carreador de um canavial que fica na altura do km 3 da Vicinal Plácido Rocha que liga Adamantina a Lagoa Seca.

A descoberta do local em que estava o corpo só foi possível após uma varredura realizada pela Polícia Civil. As buscas também tiveram o apoio da Polícia Militar que compareceu ao local dos fatos. (REVEJA AQUI)

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/61165618_465316580940705_4078964890943881216_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=baff047eda09067d1c655b39c9aff83e&oe=5D6022F2

O corpo estava em lugar de difícil acesso e apresentava inicialmente três perfurações aparentemente ocasionadas por disparo de arma de fogo, o que só será confirmado com a emissão do laudo da Polícia Cientifica que esteve no local e coletou dados.

Nossa equipe de reportagem acompanhou o trabalho da polícia e também a remoção do corpo de Vanessa que foi feita pela empresa funerária Haddad Organização Social, ele foi levado para o Instituto Médico Legal de Adamantina onde passará por exames que vão somar mais informações que serão importantes para o inquérito aberto pela Polícia Civil.

https://i1.wp.com/adamantinanet.com.br/wp-content/uploads/2019/05/foto-mulher.jpg?resize=870%2C522&ssl=1

O FIM DA TARDE DE DOMINGO E DA VIDA DE VANESSA

Nossa reportagem apurou com exclusividade durante os trabalhos da Polícia Civil, que o autor confessou a um policial que teria deixado o corpo no local por volta das 18h de domingo.

O corpo foi deixado caído em meio à cana-de-açúcar, onde permaneceu até ser encontrado após cerca de 30 horas, tendo como base o horário informado pelo autor, o que pode ser também o horário em que ocorreu a morte da adamantinense, informação esta última que só será confirmada pela perícia e investigação.

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/61074031_465316537607376_3281172413609410560_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=798b98615991679cf72354a69b8e0a90&oe=5D990882

POLÍCIA CIVIL DE ADAMANTINA QUE ELUCIDOU O CRIME

Assim que foi cientificada do caso, a Polícia Civil tomou iniciou as investigações e a montagem de um quebra cabeças onde foi levantada a hipótese de que o ex-marido de Vanessa poderia estar envolvido em seu sumiço.

Diante das informações e dados colhidos sobre o caso, foi feito contato com a equipe do 81º Distrito Policial e os policiais daquela unidade se dirigiram até a Penitenciária Belém I em São Paulo onde trabalhava como agente penitenciário e o prenderam.

Foi ele quem deu detalhes, confessou o crime e instruiu onde havia deixado o corpo da ex-mulher.

O autor está detido na carceragem do 81º DP na capital paulista e deve ser trazido para Adamantina onde será novamente interrogado, desta vez pelo delegado que conduz a investigação na Cidade Joia.

VELÓRIO E SEPULTAMENTO

O velório de Vanessa está sendo realizado noa Sala I do Memorial Flor de Lótus e seu sepultamento está marcado para ocorrer às 16h desta terça-feira (28), conforme informou a empresa funerária.

FOTOS: Diego Fernandes Silva / adamantinanet.com.br

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/60703276_2425576220840039_8609855483542503424_n.png?_nc_cat=109&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=d3c614aa4808fb4765057720ea689110&oe=5D5C454F

  

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional