Connect with us

Polícia

Três homens são presos e um acaba morto em confronto com a Polícia

Publicado

em


Uma casa no distrito de Montalvão, em Presidente Prudente, foi alvo de assaltantes na noite desta terça-feira (4).

Uma vítima foi baleada depois de reagir ao roubo. Três homens – de 30, 28 e 27 – foram presos em flagrante e um dos envolvidos, de idade ainda não divulgada, acabou morto ao confrontar a polícia.

Dois homens armados entraram na residência e renderam as pessoas que lá estavam. Conforme o registro policial, as vítimas reagiram ao assalto e, na ação, um homem de 60 anos foi atingido por um disparo na perna. Também foram efetuados disparos contra uma mulher de 41 anos, que não se feriu.

Na casa também havia uma jovem de 21 anos, que também não se feriu.

“O atirador verbalizava que pretendia matá-la, o que não se consumou por circunstâncias alheias à vontade do agente”, de acordo com o boletim de ocorrência.

Os ladrões, na sequência, fugiram levando objetos das vítimas, entre eles um notebook e joias. Os pertences foram recuperados e devolvidos.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima baleada passou por cirurgia e o projétil foi retirado da perna.

Prisão e morte

A Polícia Militar foi acionada e em diligências, logo na sequência, avistou um dos envolvidos caminhando na via que liga o distrito de Montalvão, local do fato, a Presidente Prudente. Ao ser abordado, o homem confessou o crime. Com ele foi localizado o notebook subtraído.


Na mesma via, um dos indivíduos que invadiram a casa das vítimas também foi avistado pela PM. Ao perceber a presença dos agentes, o homem correu para uma mata e reagiu quando foi localizado pelos policiais, que revidaram. No confronto, o ladrão foi ferido e morreu.

“Os elementos colhidos neste momento indicam que os policiais agiram no estrito cumprimento do dever legal e em legítima defesa”, de acordo com o boletim de ocorrência.

Corrupção ativa

No decorrer da ocorrência, os militares receberam a informação de que envolvidos no roubo deixaram o local em um veículo de cor preta.

A equipe sabia de um suspeito com histórico criminal e um carro com as características indicadas e foi até a residência dele. No imóvel, os policiais encontraram um segundo homem com um celular em mãos, conversando, aparentemente, sobre o roubo ocorrido em Montalvão.


O rapaz disse que o suspeito morador da casa havia acabado de chegar, que tinha participação no roubo, e indicou a casa onde o comparsa estava. Ele foi localizado.

No caminho para a Delegacia da Polícia Civil, o rapaz – o que estava como celular na mão – ofereceu R$ 40.000 aos militares para que não conduzissem o comparsa até a unidade policial. Agora, ele também responderá pelo crime de corrupção ativa.

O local da tentativa de latrocínio, da morte decorrente de intervenção policial e o veículo foram periciados. Também foi realizado exame residuográfico nos indiciados.

Os três homens receberam voz de prisão em flagrante pelo crime de latrocínio tentado. Um dos envolvidos ainda foi qualificado por corrupção ativa.


Publicidade

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!