Connect with us

Cidades

Jovens entre 19 e 29 anos são a maioria entre os infectados com a COVID-19 em Adamantina

Publicado

em

FOTO: Drone / Folha Regional

Motivado pelo aumento de casos que o município vem registrando em outubro, a Prefeitura de Adamantina decretou ontem(13), novas medidas restritivas com o objetivo de frear a disseminação do vírus do município.

Essa medida foi tomada, porque em 21 dias (de 22 de setembro a 13 de outubro), o município registrou 256 casos positivos. 

O município confirmou um caso entre crianças que tem entre 0 e 1 ano; dois entre crianças que tem entre 2 e 4 anos; 14 entre crianças de 5 a 9 anos; 14 entre 10 e 15 anos; 11 entre 16 a 18 anos.

O maior número de contaminados no período está na faixa etária que tem entre 19 e 29 anos que são 56 pessoas e o segundo maior índice de contaminação está na faixa etária de 30 a 39 anos, pois foram confirmados 42 casos.

35 pessoas que tem até 49 anos testaram positivo; foram mais 22 casos confirmados entre pessoas com até 59 anos; 24 que tem entre 60 e 69 anos; 27 pessoas que tem até 79 anos e, ainda, 8 pessoas acima de 80 anos também tiveram a doença confirmada.

ÓBITOS

Entre os dias 22 de setembro e 13 de outubro, o município registrou 7 óbitos. Sendo: três pessoas acima de 80 anos, duas pessoas que tem entre 70 e 79 anos; uma que tem até 69 anos; uma que tem entre 40 e 49 anos. Todos os óbitos tinham histórico de comorbidade.

CONFIRMAÇÃO DE CASOS

De acordo com os dados da Secretaria de Saúde, no dia 5 de outubro, o município confirmou 24 casos, data que teve o maior pico, dentro do levantamento. Ontem (13), foram registrados mais 18 casos.

MEDIDAS PREVENTIVAS

Conforme o decreto 6439, bares, restaurantes, academias, igrejas e outros locais em que registraram maior fluxo de pessoas também terão sua capacidade reduzida para 50%, todos os parques e praças do município estarão interditados. Sendo assim, a prática esportiva nesses locais está proibida, bem como as atividades esportivas coletivas não oficiais em todo o território municipal.

As academias devem operar com 50% da capacidade e reforçar as medidas sanitárias em seus estabelecimentos.

DENÚNCIAS

A Vigilância Sanitária intensificará a fiscalização em estabelecimentos para que não sejam realizados eventos que ainda estão proibidos pelo Plano São Paulo, coibindo a permanência de pessoas em pé, bem como intensificar a fiscalização quanto a utilização de máscara que continua obrigatória em todos os locais.

A multa pelo não uso da máscara nos locais exigidos é de R$ 552,71 por pessoa. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (18) 3521-4451 ou (18) 99784-2025.

 

 

Publicidade

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!