Connect with us

Cidades

Com aumento de casos de COVID-19, Prefeitura decreta restrição de 50% da capacidade nos estabelecimentos e novamente fecha parques

Publicado

em

Adamantina vem desde o começo do mês de outubro registrando em média 20 casos positivos por dia de COVID-19. Além disso, o município está com 80% dos leitos destinados ao tratamento da doença ocupados. Diante do quadro a Prefeitura de Adamantina decreta novas medidas restritivas que serão válidas a partir de 14 de outubro.

A partir de amanhã (14), todos os parques e praças do município estarão interditados. Sendo assim, a prática esportiva nesses locais está proibida, bem como as atividades esportivas coletivas não oficiais em todo o território municipal. As academias devem operar com 50% da capacidade e reforçar as medidas sanitárias em seus estabelecimentos.

Ainda de acordo com o decreto 6439, bares, restaurantes, academias, igrejas e outros locais em que registraram maior fluxo de pessoas também terão sua capacidade reduzida para 50%.

Todos os eventos presenciais da prefeitura estão adiados, incluindo a inauguração dos vestiários e sanitários no Parque Caldeira e na Praça Waldemar Romanini que aconteceria amanhã (14) e demais atividades promovidas pela Secretaria de Cultura e Turismo de Adamantina.

FISCALIZAÇÃO

A Vigilância Sanitária intensificará a fiscalização em estabelecimentos para que não sejam realizados eventos que ainda estão proibidos pelo Plano São Paulo, coibindo a permanência de pessoas em pé, bem como intensificar a fiscalização quanto a utilização de máscara que continua obrigatória em todos os locais. A multa pelo não uso da máscara nos locais exigidos é de R$ 552,71 por pessoa.

Além disso, a Rua Osvaldo Cruz, quarteirão entre a Alameda Armando Sales de Oliveira com a Avenida Rio Branco será fechada no final de semana, pois o local tem propiciado aglomerações. Além do local, outros pontos também serão visitados pelos agentes.

O Parque dos Pioneiros e o Parque Caldeiras também receberão intensificação na fiscalização, vez que os mesmos estarão interditados para uso comum. A recomendação da Prefeitura é que as pessoas fiquem em casa.

Todas as medidas visam coibir aglomerações, com objetivo evitar a proliferação do vírus novamente, pois o momento epidemiológico do município exige atenção.

“Precisamos do apoio da população, ainda mais neste momento que temos atravessado uma elevação dos números. O poder público está tomando novamente medidas restritivas, mas a população precisa colaborar”, pede o secretário de saúde, Gustavo Taniguchi Rufino.

Dúvidas ou mais informações a respeito das novas determinações podem ser consultadas em www.adamantina.sp.gov.br. O decreto terá vigência por 15 dias.

Publicidade

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!