Connect with us

Geral

BioNTech espera aprovação da vacina contra Covid-19 para adolescentes de 12 a 15 anos em junho

Publicado

em

O laboratório alemão BioNTech deve registrar em breve um pedido para autorização do uso da vacina contra a Covid-19 que desenvolveu com a Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos. A empresa acredita que o produto poderá ser homologado em junho na União Europeia (UE).

“Estamos nas últimas etapas antes de submetê-la na Europa”, afirmou Ugur Sahin, cofundador e diretor da BioNTech à revista alemã Der Spiegel. Segundo ele, a validação do produto pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) levará entre quatro e seis semanas.

A vacina que a BioNTech desenvolveu em parceria com a Pfizer está autorizada, até o momento, a partir dos 16 anos. Nos Estados Unidos, as duas empresas já fizeram um pedido para que o produto possa ser utilizado, de forma emergencial, para adolescentes entre 12 e 15 anos. No entanto, as autoridades sanitárias americanas ainda não a aprovaram.

Eficácia de 100%

O pedido é baseado em dados de testes clínicos em fase 3 para esta faixa etária publicados no fim de março, que “demonstraram eficácia de 100%” para evitar a doença, segundo os dois laboratórios. A vacina também foi “bem tolerada e os efeitos colaterais observados eram coerentes com os já registrados” entre as pessoas de entre 16 e 25 anos, reiterou um comunicado conjunto.

Para as crianças com idades entre 5 e 12 anos, Sahin acredita que haverá mais dados clínicos em julho. Segundo ele, tudo indica que a autorização ocorrerá em setembro, início do ano letivo no Hemisfério Norte.

Na quarta-feira, o cofundador da BioNtech declarou que é possível alcançar a imunidade coletiva na Europa em julho ou agosto deste ano. Sahin também expressou sua confiança na eficácia da vacina contra a variante indiana do coronavírus.

(Com informações da AFP) 

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!