Connect with us

Geral

Covaxin tem eficácia de 100% em casos graves, mostram dados preliminares

Publicado

em

O laboratório indiano Bharat Biotech e o ICMR (Conselho de Pesquisa Médica da Índia) divulgaram hoje novos resultados da vacina Covaxin, imunizante contra a covid-19. A vacina apresentou uma eficácia geral de 78% nos casos sintomáticos e de 100% nos casos graves.

Os dados fazem parte da segunda análise provisória da fase 3 de testes clínicos. Na primeira análise, cujos resultados foram divulgados no início de março, ela apresentou 81% de eficácia nos casos sintomáticos.

“Devido ao recente aumento de casos, 127 casos sintomáticos foram registrados, resultando em uma estimativa de eficácia da vacina de 78% em casos de covid-19 leve, moderada e grave. A eficácia contra a doença grave foi de 100%, com impacto na redução das hospitalizações. A eficácia contra a infecção assintomática foi de 70%, sugerindo uma diminuição da transmissão em pessoas vacinadas com a Covaxin”, disse o comunicado divulgado pelas instituições.

Mais detalhes dos testes não foram divulgados. Os desenvolvedores da Covaxin informaram que os resultados finais da análise estarão disponíveis em junho, quando o relatório final será submetido a uma publicação revisada por pares.

“Os dados de eficácia contra a covid-19 grave e infecções assintomáticas são altamente significativos, pois ajudam a reduzir as hospitalizações e a transmissão da doença”, afirmou o presidente da Bharat Biotech, Krishna Ella.

A fase 3 de testes envolveu 25,8 mil voluntários na Índia com idades entre 18 e 98 anos. Entre os participantes dos estudos, cerca de 2,4 mil eram idosos e 4,5 mil informaram ter comorbidades.

O Brasil, através do Ministério da Saúde, já fechou um contrato com a empresa para a compra de 20 milhões de doses do imunizante, em entregas que devem começar ainda neste mês. Porém, no final de março a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou os pedidos de importação e uso emergencial da Covaxin e de Certificação de Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos ao laboratório indiano.

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!