Connect with us

Geral

PM instaura sindicância para apurar fura fila de esposas de oficiais e parentes em vacinados do Batalhão de Assis

Publicado

em

O Comando de Policiamento do Interior 8 de Presidente Prudente instaurou Sindicância para apurar possível irregularidade na aplicação de doses da vacina no último dia 7 de abril, contra a COVID-19 no 32º Batalhão da Polícia Militar de Assis, em profissionais de segurança pública.

A suspeita é de que cerca de 20 pessoas tenham furado a fila, entre elas, esposas de oficiais e parentes de policiais militares. Em nota, a Polícia Militar informou que “seguiu as recomendações do PNI (Programa Nacional de Imunizações) e do PEI (Plano Estadual de Imunização) para vacinação contra a COVID-19, assim como os protocolos técnicos de ambas as instâncias, que preveem o aproveitamento de doses remanescentes em frascos abertos ao fim do expediente de imunização, se houver. O Comando de Policiamento do Interior – 8 (Presidente Prudente) instaurou Sindicância para apurar os fatos”.

O Ministério Público solicitou à Prefeitura de Assis os nomes das pessoas que receberam a 1ª dose da vacina no Batalhão, logo após a vacinação, e publicou a relação em seu portal na segunda-feira, 12 de abril.

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!