Connect with us

Cidades

Ana Micheloni afirma que não será mais candidata e deixará a vida política

Publicado

em

“Preciso agora dedicar a minha atenção à família. E para conseguir fazer isto não poderei mais envolver-me politicamente”

 

Em entrevista exclusiva concedida ao Folha Regional) a atual vice-prefeita de Adamantina, Ana Maria Romanini Micheloni (DEM), deu uma das respostas mais aguardadas do cenário político local no momento, tendo em vista as Eleições Municipais 2020.

Pretende ser candidata à reeleição com o prefeito Márcio Cardim (DEM)? “Tenho plena certeza que pela trajetória da minha família e do Kiko [Micheloni] – através dos meus tios, meu sogro e meu esposo como prefeitos, e agora de mim como vice – já fizemos a nossa parte contribuindo com Adamantina. Apesar de também sempre querer bem a nossa população, preciso a partir deste mandato dedicar a minha atenção para a família, como esposa, mãe, avó, enfim, cuidar e conviver com os meus. E para conseguir fazer isto não poderei mais envolver-me politicamente”, explicou.

https://i2.wp.com/media.giphy.com/media/LppUFhC5MH32QWes4E/giphy.gif?resize=413%2C310&ssl=1
Na eleição passada, em 2016, quando formou a dobradinha vitoriosa com Cardim, Ana foi bastante ativa durante toda a campanha, em especial nas visitas nas residências e nas caminhadas pelos bairros, sendo uma das principais responsáveis pela expressiva votação obtida nas urnas, mais de 80% dos votos válidos.

Porém, agora, faltando somente seis meses para fechar o mandato conquistado [2017/2020] e próximo do início de uma nova campanha eleitoral, a vice-prefeita adamantinense acredita que cumpriu sua missão. “Não serei candidata. Deixei isto claro na reunião do partido [realizada na última segunda-feira (29) à noite]”. E revelou que a decisão foi tomada em conjunto com seus familiares, mas acrescentou que também entende que “é preciso incentivar e colocar pessoas jovens na política, formar lideranças que possam dar continuidade ao bom trabalho que vem sendo feito pelo bem de Adamantina.”

Antes de ser vice, ela também ocupou de forma exemplar o posto de primeira-dama e foi extremamente atuante como presidente do Fundo Social de Solidariedade do Município nos dois mandatos do esposo, o ex-prefeito Kiko Micheloni (DEM), entre 2005 e 2008 e 2009 e 2012.

Ana então participou diretamente de três gestões municipais e está perto de completar 12 anos contribuindo com o futuro da Cidade Joia. “Continuarei ajudando a nossa Administração até o final deste mandato, como fiz até aqui. E acredito que o Márcio dará seguimento a esse ótimo trabalho, fazendo o melhor para o nosso município”.

 

https://i2.wp.com/media.giphy.com/media/S6wiCDMKDwMHvzPsIu/giphy.gif?w=740&ssl=1

Mais Lidas