Câmara quer informações sobre providências da Prefeitura para casas invadidas no ‘Mário Covas’

 

 

Em dezembro do ano passado a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) conseguiu junto à Justiça a reintegração de posse de 10 casas populares do Conjunto Habitacional “Mário Covas”, que em razão de problemas estruturais encontram-se interditadas desde a inauguração do bairro e foram invadidas várias vezes por famílias.

https://i2.wp.com/media.giphy.com/media/LppUFhC5MH32QWes4E/giphy.gif?resize=377%2C283&ssl=1
Na sessão ordinária realizada na noite da última segunda-feira (3) foi aprovado o Requerimento nº 30/ 2020 que solicitou informações sobre quais as providências que a Prefeitura está tomando quanto às referidas moradias.

A decisão judicial, tendo em vista que a ocupação gerava risco aos moradores, determinou que as famílias desocupassem os imóveis e a Prefeitura de Adamantina deveria buscar uma solução definitiva para as moradias. As casas necessitavam de reformas para que possam ser reabitadas. E na época a Prefeitura pleiteou que a CDHU fizesse os reparos.

O Requerimento foi enviado ao Poder Executivo para resposta.