Connect with us

Manchetes

ARTIGO: Do Planalto Central para a Província em meio aos desencontros de sempre…

Publicado

em

“penso, logo existo.” (descartes)

Sérgio Barbosa (*)

Parece que é, porém, pode ser que “não é”, tal qual do dito popular, assim, “quem viver, vai ver” e vamos que vamos em meio aos desencontros deste novo tempo novo que começou mais “velho” do que nunca…

E os ventos que sopram do “Planalto Central” prometem mais do que se pensa, portanto, cada qual deve ficar de prontidão em todos os sentidos (sic), neste cenário que está além do “verde e amarelo”, pois, os fatos, bem como, “os números não mentem”…

Não se pode fazer de conta neste contexto de “virar à direita” como ordena aquele sentinela que continua mais atento do que nunca, além do mais ou de menos, existem outras tropas de apoio, entre as quais, dos “urubus togados” que estão no “Olimpo” da Justiça, como sempre, se colocam acima de tudo e de todos…

Mas, ainda bem que existe o outro lado, ou seja, aquelas pessoas que estão “de olho” nos desmandos do poder pelo poder em busca do poder, mesmo assim, o que prevalece neste contexto é o denominado “senso comum” patrocinado pela mídia hegemônica do “plim-plim”…

As instituições comprometidas com as “causas”, que pode ser deste ou do outro lado, não podem ficar na “boca de espera”, pois, os desmandos dos “golpistas” já estão fazendo seus estragos em muitas conquistas sociais, ainda, dizem os analistas de plantão, “que muita coisa, ainda, deve acontecer para os lados dos menos favorecidos”…

Muitos dizem e escrever sobre as tais “teorias” sobre isto ou aquilo, mesmo assim, o “passado” daqueles velhos tempos de triste memória para a História, ainda, pode estar neste presente como marca mais do que registrada…

O desconhecimento dos desencontros históricos deste “País do faz de conta”, que poder pelo fato de ser mais um na multidão dos comandados pelo pseudos donos das muitas mentiras travestidas de verdades, acabam fazendo a diferença neste cenário com apoio de uma mídia viciada pelo retorno fácil das verbas estatais…

Espera-se que a união possa fazer a força em nível popular, caso contrário, o futuro será mais incerto do que nunca, tendo em vista que o “jogo do poder” está sempre acima do bem e do mal, ainda, colocam o mau como sendo o bom e vice-versa…

Não se pode, como diz o outro dito popular, “baixar a guarda” neste momento, pois, “todo cuidado é pouco” com os velhos mandatários de sempre, ainda, os sinais estão mais do que evidentes em terras provincianas com este ou aquele nome para o executivo municipal, todavia, deve-se registrar outra máxima dos ditos pelos não ditos, a saber; “a melhor defesa é o ataque…”

Do planalto central para um “quinto andar” de uma Província quase no final de alguma coisa desta mesma coisa, haja vista os desmandos do passado para isto ou aquilo, bem como, tentando se esconder por debaixo de um tapete “surrado” de tanto ser usado e abusado pelos pés sempre sujos dos mesmos de sempre…

___________________________________

(*) jornalista diplomado.

Continue lendo
Publicidade

Mais Lidas