ARTIGO: “CARTAS ANÔNIMAS”, PROVÍNCIA E OUTROS DESENCONTROS…

“De repente tudo vai ficando tão simples que assusta. A gente vai perdendo as necessidades, vai reduzindo a bagagem. As opiniões dos outros são realmente dos outros, e mesmo que seja sobre NÓS, não tem importância. Vamos abrindo mão das certezas, pois já não temos certeza de nada. E isso não faz a menor falta. Paramos de julgar, pois já não existe certo ou errado, e sim a vida que cada um escolheu experimentar. Por fim, entendemos que tudo o que importa é ter paz e sossego, é viver sem medo, é fazer o que me alegra, o que me faz bem, o que me faz feliz. É só.”

Sérgio Barbosa (*)

De vez em quando em terras provincianas aparece uma ou outra CARTA ANÔNIMA, ainda, assim, dizem, CAMINHA A PROVÍNCIA neste NOVO TEMPO NOVO que se chama hoje…

Também, sempre que aparece as tais cartas mais do que desencontradas com isto e aquilo, bem como, sem mais e sem menos esta ou aquela pessoa entra em contato com o meu lado pra saber outros detalhes e tudo mais…

Reconheço que quase sempre estou escrevendo coisas e outros focados em temas e temáticas provincianas do outro e deste tempo novo, porém, como sempre e desde o início destas publicações em jornais e revistas da Província, bem como, depois postadas em SITES diversos em nível REGIOCAL, ou seja, do Regional para o Local, todos os artigos estão ASSINADOS pelo autor…

Portanto, entendo que tal CARTA ANÔNIMA estaria mais de acordo se fossem devidamente ASSINADAS pelo/s AUTOR/ES para usufruir mais credibilidade deste e do outro lado do poder com o poder pelo poder…

A “deferência” ao meu nome diz respeito quase sempre por causa das palavras escritas nestas tais cartas que são “prerrogativas” dos meus artigos, tais como: PROVÍNCIA, PROVINCIANOS, GLOBALIZAÇÃO, PAIS DO FAZ DE CONTA, PAREDES ALVAS, PINÓQUIO, TUPINIQUIM e outras…

Deve-se levar em conta nestes ocasos das tais CARTAS ANÔNIMAS que diz a máxima da Propaganda, a saber: NADA SE CRIA, TUDO SE COPIA…

Assim, cada qual com suas escolhas para divulgar tais desencontros com temas relacionados com as instituições provincianas e ponto quase final…

Lamento que até onde se possa fazer ou tentar elaborar alguma “reflexão crítica” sobre a tal CARTA ANÔNIMA é tentar “deixar pra lá”, isso é, pelo menos no meu caso, haja vista que ficar ANÔNIMO é uma opção do/a autor/a, desta forma, prefiro ficar um tanto quando distante destas discussões em terras provincianas…

Na atual conjuntura provinciana, ainda, considerando que no próximo ano estará ocorrendo o processo eleitoral para o Executivo e Legislativo local, ainda, com muitas TROCAS DE CADEIRAS deste e do outro lado do poder em busca das muitas “trocas nada simbólicas”, usa-se todas as armas para tentar de um jeito ou de outro, confrontar a denominada “ordem pré-estabelecida” em tempo de Pós-Globalização Midiática…

Além do mais em meio ao tudo de menos, até onde estou recordando, tais CARTAS ANÕNIMAS fazem parte do contexto provinciano faz anos, portanto, entendo que nem sempre se pode fazer o tal “jogo aberto” em muitas questões com o poder que busca o poder para o poder…

Neste contexto que vai além da nossa imaginação quanto ao/s autor/es desta publicação e divulgação nos quatro cantos da Província, entendo que cada qual deve pesquisar as verdades ou mentiras que estão registradas, isso sem levar em conta que muitas informações divulgadas estão disponibilizadas nos tais PORTAIS DA TRANSPARÊNCIA…

Finalizando, registro mais uma vez que este autor sempre ASSINOU OS ARTIGOS publicados ou postados na Mídia provinciana, também, “não sou de mandar recado”, ou seja, “sou o que sou e ponto quase final”…

______________________________

(*) Jornalista diplomado.

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/67306161_2534288416635485_1630900864426180608_n.jpg?_nc_cat=105&_nc_oc=AQnlHh0Ol0-GSjB57Wb6R1X5ad8iuRZgDPwwVWSTGXJrWKhctsLaN__-dlWR4zzJj9M&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=2274b168db23204769d0a16b00762108&oe=5DB06BD5

 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional