Connect with us

Cidades

Centro Integrado de Saúde chega aos últimos detalhes e Ministério ainda não autorizou o uso

Publicado

em

A expectativa de ter o CIS (Centro Integrado de Saúde) em pleno funcionamento ainda no primeiro semestre de 2019 não deve se concretizar. Isto porque, mesmo com a completa adequação finalizada, até agora o Ministério da Saúde não emitiu oficialmente a autorização para o Município usar o imóvel, que havia sido construído para abrigar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/54258188_417514889054208_1928097757902405632_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_eui2=AeGLaE7fWZi7vBoXvm4U7tpt9ru7JhKlyYOvM3E0W0hZD9S1Vq3Yffdo7l-U6QAQL91qsKMq7ZKVRnv0rZksEhGYf1ZTbB2Lfj6XHYOBZ9On0Q&_nc_oc=AQmYvrMtn465Wps7MGVTJTRoV255__mTpa_4A_ec9vuF694fRthTZNCy7xthtH8MtWPJwhWG9ShUGfPYBa3ooR7V&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=e5567b5d86649d3bc71a9ae71f080748&oe=5D8BA2F2
A pendência foi confirmada pelo prefeito Márcio Cardim em entrevista concedida à reportagem do Folha Regional nesta semana. “Além das obras, o plano de utilização como Centro Integrado de Saúde foi aprovado em todas as instâncias em nível estadual com publicação no mês passado no Diário Oficial do Estado de São Paulo. Agora, aguardamos a autorização final do Ministério da Saúde”.

Segundo as informações, as obras complementares estão concluídas, porém, enquanto não vier o aval do Governo Federal não pode ser marcada a inauguração e nem iniciada a utilização do prédio para atender à população.

O objetivo da Administração Municipal é transformar o espaço em um Centro Integrado de Saúde que oferecerá atendimento médico de qualidade até às 22h nas áreas da fisioterapia, nutrição, psicologia, fonoaudiologia, pediatria, cardiologia, infectologia e pela UniFAI, e especialidades de otorrinolaringologia, pediatria, dermatologia, clínica médica e oftalmologia pelo Município.

Em novembro de 2018, o Ministério da Saúde publicou a Portaria  nº3.583 que trata sobre a readequação da rede física do Sistema Único de Saúde oriunda de investimentos realizados pelos entes federativos com recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde, que permitiria o uso do prédio, no entanto, agora precisa ser oficializado em definitivo. Porém, não há prazo previsto para ocorrer.

 

Fonte: Jornal Folha Regional Adamantina

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53518763_417515042387526_7691310838199615488_n.jpg?_nc_cat=107&_nc_eui2=AeEyGyxRHILAjkg4DbBpJ0tpu_7gJYluu-U400o3pmZkgGpoHtotA9Z-faX2V8kpASvTRCtIqY__e04u5BU2gzaE4OH9N5DSwCDAObNLXJJUpQ&_nc_oc=AQng3k19rq7FSpOene29uysY3ejJlUiqVX-KbltM0XyOgfSI8gncVB1C0pS6tPppBLbB8Ub3Km7mz-Eo62k-Vg78&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=99c43c03e2f66731af489c8edceeb510&oe=5D7AE7BD

Publicidade

Mais Lidas

error: O conteúdo está protegido !!