Alunos de Medicina participam de curso sobre hanseníase no Instituto Lauro de Souza Lima

Programação contou com aulas de professores do Instituto, exposição de filme e visita monitorada ao museu

 

Os estudantes do 5º termo do curso de Medicina do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) realizaram um curso teórico-prático e visita técnica, no último dia 24, ao Instituto Lauro de Souza Lima (ILSL), centro de referência na área de Dermatologia Geral e em especial da Hanseníase, situado em Bauru (SP).

Das 8h às 16h, a programação incluiu aulas com professores do Instituto, exposição de filme com depoimentos de pacientes que foram internos do local, e se encerrou com o percurso museológico a um dos importantes acervos da área de Saúde Pública do Estado de São Paulo. A turma foi acompanhada pelo docente da disciplina de Dermatologia, Prof. Dr. Joel Carlos Lastória.

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61637796_468199810652382_8548066718222647296_o.jpg?_nc_cat=109&_nc_eui2=AeEPjR5tYtI0top3o-M5aQ5ThyknPzJVUCmDPHgx-NqF1doFe32Uta6N8XvlZuYOz1mo5Ifwz78JMrqEO9c9kgdPi4PQVFcrHRII9oJs1IgOuQ&_nc_oc=AQn6cyx-LviKvB5Bp3lAe_bw_TBMeW5JP8RAkqZI9oKFUNnBYhibpf0scGly4ppe9RKibmQlSfZTySZKyKDdg509&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=41da6e1f7555bc7bca0ed17fca8c81e5&oe=5D5B2CBE
“Pela importância do assunto sobre uma doença de alta prevalência no Brasil e sendo um problema de saúde pública, deveria ser ofertado obrigatoriamente em todas as escolas médicas. Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer tópicos da história da hanseníase em local apropriado como um hospital referência nacional e internacional para a doença. Também visitaram o local que embora revitalizado, mantém todas as características da época em que foi asilo colônia para a hanseníase, inclusive com um museu que guarda elementos da época”, afirmou o professor Joel.

O docente reforçou a necessidade da obrigatoriedade do ensino da hanseníase nas escolas médicas devido também a muitos casos demorarem a ser diagnosticados “até serem consultados por um colega médico que tenha algum conhecimento sobre a mesma. Esperamos que essa atividade possa se transformar em rotina no nosso curso de Medicina”.

O professor da disciplina disse que atividades como essas têm grande valia para os alunos, por proporcionar um conhecimento teórico- prático sobre a doença e demonstrar um interesse particular sobre sua história no Brasil.

“Gostaria ainda de ressaltar a excelente acolhida e atenção por parte de todos os elementos do Instituto Lauro de Souza Lima que tiveram contato conosco, desde o portal de entrada até nossa saída. E, sem dúvida, agradecer sobremaneira a diretoria do Instituto e seus professores. Ao mesmo tempo, agradecer à UniFAI e aos seus dirigentes pela atenção dispensada para que esse evento ocorresse a contento. Por fim, não poderia deixar de elogiar a participação dos alunos, que demonstraram grande interesse e que se comportaram de modo extremamente adequado”, finalizou.

 

 

Por Priscila Caldeira

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61538845_468199427319087_8096279464838692864_o.jpg?_nc_cat=106&_nc_eui2=AeF3swl1sD00xRbElHwJhXz1JWl9cWMCKNFsLeqieYNPj4282Nb23bJeOEj3c9iDa05M-TNqWeWPsybxPA3RShzEzj9xFL7efTPNUZMGvyGa0A&_nc_oc=AQn1TlTwMAYgV3bxulCgRzpyGDKk1JuXOSGbqw6U4lZI-qrH-r3-j1K6R0Pe9-uHJaVt7NfzilH3bfCAcvvkBqub&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=0e9be130f14ac02cc98313343076cd9d&oe=5D99700D

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional