Relatório mostra que 75% dos atendimentos do Pronto Socorro deveriam ser feitos nas UBS

Os moradores de todos os bairros do município têm atendimento garantido em uma Unidade Básica de Saúde.

No entanto, mesmo dentro do horário normal de expediente das UBS, quando surge um mal-estar ou um problema de saúde o primeiro lugar buscado pelo cidadão é o Pronto Socorro Municipal, anexo à Santa Casa de Adamantina.

Esta prática faz com que 75% dos atendimentos que chegam no PS deveriam ser feitos pelas unidades de saúde da região na qual o paciente reside.

Evidente que essa situação sobrecarrega o serviço de urgência e emergência, além de ocupar o espaço de quem chega realmente com um caso grave.

Estes dados foram apresentados pelo presidente da Câmara Municipal na sessão ordinária ocorrida no último dia 6 de maio. E por meio da Indicação nº 252/19 o vereador solicitou que a Secretaria de Saúde promova estudos para melhorar o atendimento da população nos postos de saúde (UBS), com o objetivo de atrair os usuários e consequentemente evitar que casos simples cheguem ao Pronto Socorro.

O documento passou pelo plenário do Poder legislativo e foi endereçado ao Executivo para que analise e tome as providências que entender cabíveis.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53318702_417514985720865_2231566660840456192_n.jpg?_nc_cat=103&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=5e8f989d4d6fe0958dc27a8010899da3&oe=5D9DF786

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional