CRAS tem por objetivo prevenir situações de vulnerabilidades e riscos sociais

O Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) é uma unidade de proteção básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que tem por objetivo prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidades e riscos sociais nos territórios, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

Para isso, são oferecidos os serviços de Proteção e Atendimento a família (PAIF), de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, Serviço de Proteção Social Básica no domicílio para pessoas idosas e com deficiência.  Todos eles são de caráter preventivo, protetivo e proativo e são ofertados diretamente no CRAS de Adamantina.

Dentro desses serviços, existem as oficinas de Capoterapia para idosos e para aqueles que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), atendimentos particularizados e inclusão digital para melhor idade.

O CRAS atende as famílias que vivem nos territórios de abrangência do órgão que são elegíveis ao atendimento ofertado, famílias beneficiárias de programas de transferência de renda e benefícios assistenciais, famílias em situação de vulnerabilidade em decorrência de dificuldades vivenciadas por algum de seus membros, pessoas com deficiência ou idosas que vivenciam situações de vulnerabilidade e risco social, crianças e adolescentes de 04 a 15 anos, adolescentes de 15 a 17 anos, idosos em situação de isolamento social, idosos e pessoas com deficiência beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Além disso, é de responsabilidade do CRAS o acompanhamento da Rede Direta que é o projeto ASA para crianças e adolescentes de 04 a 15 anos e no Centro de Convivência da Juventude (CCJ) para adolescentes de 15 a 17 anos.

“Na Rede Indireta temos o Lar Cristão, o IAMA, e o CREIA, para crianças e adolescentes de 04 a 15 anos no contra turno escolar, visita familiar, acolhida, escuta, encaminhamento para cadastramento socioeconômico, orientações e encaminhamentos, inserção na rede de serviço socioassistenciais e demais políticas, informação, comunicação e defesa de direitos, elaboração de instrumento técnico de acompanhamento e desenvolvimento do usuário”, explica Thaís Sgorlon Carmona Laviani, diretora de proteção social básica do CRAS.

Atualmente, o CRAS de Adamantina acompanha 420 famílias. Sendo na Rede Direta, no Projeto Asa e CCJ 68 famílias prioritárias e na Rede Indireta mais 198 famílias prioritárias.

 

Jornalista Natacha Dominato

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ADAMANTINA

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53318702_417514985720865_2231566660840456192_n.jpg?_nc_cat=103&_nc_eui2=AeFVKkmPnRrQWUTk6VMWe04ed7cE_8cC0gihRLzDLORvJj-KQyUpikgsaiJxjXUetXTm1Wd99OLfVWLXiz5DWDwf077yAjQiHo9lbDgosowDAw&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=2a847cf55bce6f0dc4b0cec19ef53029&oe=5D766A86
                     

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional